Em 2013 completam-se 25 anos da morte do cartunista, jornalista e escritor brasileiro Henrique de Sousa Filho, o Henfil. Com o objetivo de homenagear este importante artista e preservar a memória de seu trabalho, a ONG paulista Henfil – Educação e Sustentabilidade, em parceira com o Instituto Henfil do Rio de Janeiro, acaba de relançar a Coleção Fradim, que soma 31 revistas, originalmente publicadas entre 1971 e 1980. As edições trazem tirinhas e histórias dos personagens Cumprido e Baixim, os “Fradins” propriamente, além dos também conhecidos Graúna, Bode Orelana e Capitão Zeferino, a “Turma da Caatinga”, tudo com muitos toques de humor e contestação, as principais marcas do trabalho do cartunista.

Sob o selo especial “25 anos sem Henfil – ‘Morro, mas meu desenho fica’”, o projeto ganhou uma adicional Edição 0, que faz um apanhado geral de toda a coleção. Os números 0, 1, 2 e 3 foram apresentados com muito sucesso ao público durante a Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Agora já são 13 volumes disponíveis para compra, e pelo menos mais cinco chegam ao mercado até o final do ano. A ideia é que antes que se conclua o primeiro semestre de 2014 todas as edições estejam disponíveis para novos fãs e velhos colecionadores.

“Cresci lendo essas revistas, aguardando ansiosamente o lançamento de cada novo número e me deliciando com as estórias dos Fradinhos, Baixim e Cumprido, da Turma da Caatinga, Capitão Zeferino, Bode Orelana e Graúna, que meu pai dizia serem meus ‘irmãos’. A volta deles, para mim, é como a volta de uma parte do Henfil”, conta Ivan Cosenza de Souza, filho do cartunista.

As edições disponíveis podem ser compradas individualmente ou em pacotes pela internet

Fonte: ONG Henfil – Educação e Sustentabilidade

Créditos destaque: Reprodução