Uma massa de ar frio e seco que faz o tempo abrir a partir do oeste gaúcho contribui também para a chegada de uma nova nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue ao RS. De acordo com previsão do serviço meteorológico argentino, esta pluma chega ao estado por volta do meio-dia de hoje (22/11), atingindo a região de Barra do Quaraí.

Conforme a simulação, as cinzas devem ficar concentradas ao extremo oeste do estado até o final da tarde, e só a partir da noite avançam um pouco mais, atingindo Uruguaiana, Santana do Livramento, Itaqui, Quaraí e Alegrete, informa o meteorologista da Somar, Celso Oliveira.

Ainda não se sabe se estas cinzas avançarão pelo centro e norte do Rio Grande do Sul, alcançando a Capital, e se terão potencial para atrapalhar a atividade nos aeroportos brasileiros.

Na Argentina, o fenômeno das cinzas voltou a afetar o tráfego aéreo. Segundo o jornal La Nacion, centenas de passageiros foram prejudicados devido a atrasos e cancelamentos de voos nos aeroportos Ezeiza e Aeroparque, em Buenos Aires, na manhã desta terça-feira.

Fonte: Zero Hora

Créditos Destaque: Eumetsat / Divulgação