Foto: Douglas Glier Schütz/PMG

Na terça-feira (22/12), o Aterro Santa Tecla, que teve suas atividades encerradas em 2013, recebeu a primeira Estação de Tratamento de Chorume do Rio Grande do Sul. A estrutura, além de todos os benefícios ambientais, trará uma economia de R$ 1,5 milhão por ano para o município. De acordo com a Prefeitura, o local fará o tratamento do chorume gerado por causa dos resíduos enterrados no Santa Tecla. O líquido percolado era levado para Santa Catarina. Agora, será tratado no próprio local, evitando o transporte e possíveis acidentes ambientais. Depois das quatro etapas do tratamento, o líquido sai limpo e é utilizado na própria rotina de desintoxicação de mais chorume.

Fonte: Prefeitura de Gravataí