Começou na manhã de hoje (19/11), o julgamento do ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes de Souza, e mais quatro acusados pela suposta morte da ex-amante do atleta, Eliza Samudio.

A defesa usa o fato do corpo de Eliza nunca ter sido encontrado como um de seus principais argumentos. Nos últimos dias, uma série de possíveis paradeiros foram divulgados, entre eles, a hipótese dela estar no exterior, com outro nome.

Além de Bruno serão julgados também Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, Fernanda Gomez Castro e Dayanne do Carmo Souza, ex-namorada e ex-mulher do jogador, respectivamente. Todos irão a júri popular.

Entenda o caso

Eliza desapareceu no dia 4 de junho de 2010, quando teria saído do Rio de Janeiro para Minas Gerais a convite de Bruno. A jovem tinha um filho com o jogador e queria o reconhecimento da paternidade.

No dia 24 de junho, a polícia recebeu denúncias anônimas de que Eliza havia sido espancada por Bruno e dois amigos até a morte, no sítio de propriedade do ex-goleiro. Desde então ela está desaparecida.

No dia 30 de julho, a Polícia de Minas Gerais indiciou Bruno e os amigos pelo seqeestro e morte de Eliza, sendo o jogador considerado o mandante do crime.

Fonte: Terra

Créditos destaque: Alex De Jesus/O Tempo/AE