Foto: Prefeitura de Gravataí

O confinamento e a crise econômica resultantes da pandemia trouxeram à tona um problema preocupante para o Brasil: o aumento das notificações de violência doméstica contra a mulher. Passando mais tempo em casa com a família e, consequentemente, com o agressor, a vítima se torna mais vulnerável a esse tipo de situação.  Em muitos casos, há dificuldade em denunciar o ocorrido, tendo em vista a privacidade diminuída e o medo da reação do criminoso. Frente a esse cenário, a Casa Lilás (R. Ernesto Fonseca, 122), serviço de políticas assistenciais para a mulher, reforça a necessidade de todos estarem atentos e denunciarem casos de violência.

A Casa Lilás oferece suporte psicológico e jurídico às vítimas de todos os tipos de violência, incluindo a doméstica. Vale relembrar que, segundo a Lei Maria da Penha, sancionada em 2006, existem cinco tipos de violência doméstica: física, psicológica, sexual, patrimonial e moral. Analu Sônego, psicóloga e coordenadora da Casa Lilás, frisa que o serviço se manteve funcionando mesmo em meio à paralisação de muitas atividades do município. “O público feminino deve ter em mente que estamos de portas abertas para acolhê-lo sempre que necessário e que, em hipótese alguma, a culpa é da vítima”, frisa. “Qualquer pessoa que presencie uma situação de violência deve denunciar para as autoridades. Pedimos o apoio de todos nessa luta. Fique atento ao que ocorre a sua volta pois, denunciando, você pode salvar vidas”, acrescenta.

Boletins de ocorrência on-line

A vítima de violência doméstica, com exceção dos casos em que não são necessárias medidas protetivas de urgência, pode registrar seu boletim de ocorrência pela Delegacia Online. Para isso, basta acessar o site do serviço, clicar em “registre sua ocorrência” e seguir o passo a passo. Em casos de crimes graves ou havendo necessidade de solicitar medida protetiva de urgência, é necessário ir até a delegacia mais próxima e registrar o boletim presencialmente.

Telefones de plantão da Rede Lilás

Deam – Delegacia da Mulher (atendendo presencialmente casos graves que precisam de medida protetiva): 3945.2711 / 3945.2712

Ministério Público (atendimento remoto e e-mail): 99534.6675 / mpgravatai@mprs.mp.br

Forúm Central: 3488.1756

Casa Lilás: 0800.510.2468

Brigada Militar: 190 / 3488.2513

CVV (apoio psicológico por telefone ou chat): 188

Pam 24h – CRVVS: 3600.7453

Disque Denúncias: 100 / 180

Guarda Municipal: 153 / 3600.7634

Fonte: Prefeitura de Gravataí