Neste sábado (08/06), começa a 34ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. A campanha segue até 21 de junho, e conforme o Ministério da Saúde, a meta para este ano é vacinar contra paralisia infantil 12,2 milhões de crianças em todos os estados do país. Todas as crianças com menos de quatro anos, 11 meses e 29 dias devem tomar as duas gotinhas, mesmo que já tenham sido vacinadas. Depois desse período, o imunizante continua disponível em todos os postos de saúde. De acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, haverá cerca de 115 mil pontos de vacinação em todo país, entre postos da rede pública, associações, rodoviárias, escolas, entre outros.

Como na campanha do ano passado, as crianças que ainda não foram imunizadas contra a paralisia infantil irão tomar a primeira dose aos dois meses e a segunda, aos quatro meses, com a vacina poliomielite inativada, de forma injetável que também está disponível nos postos de saúde no período da campanha. Já a terceira dose (seis meses), a quarta dose (15 meses) e os reforços continuam com a vacina oral.

Restrições da gotinha

As restrições às gotinhas contra a poliomelite ficam para as crianças que estiverem com infecções agudas, febre acima de 38 ºC, vômito, alergia a algum componente da vacina, como a estreptomicina e eritromicina, já apresentaram reação anormal às gotinhas ou crianças com deficiência imunológica em tratamento com imunossupressores. A orientação, nesses casos, é consultar o pediatra da criança sobre a conduta mais adequada.

Fonte: Revista Crescer

Créditos destaque: Reprodução Prefeitura de Carlos Barbosa