Nesta quarta-feira (31/7), Leng Guangming, porta-voz do centro de doenças e prevenção de Xangai, informou que, desde sexta-feira (26/7), pelo menos dez pessoas morreram na cidade devido à onda de calor mais intensa dos últimos 140 anos.

Os chineses tem feito o que podem para amenizar as altas temperaturas. Hoje, os termômetros de Xangai chegaram a marcar 39, 8°. As piscinas públicas ficaram mais cheias do que de costume.

Fonte: G1

Créditos destaque: Peter Parks/AFP