Foto: Divulgação/Prefeitura

Os idosos pertencem ao grupo de risco do coronavírus, por isso são orientados a seguir rigidamente os protocolos de prevenção. Manter o distanciamento social é uma das medidas fundamentais. Frente a esse cenário, o Centro de Atenção à Saúde do Idoso criou o projeto Cartas que levam Esperança. O coordenador da instituição, Tiago Giorgi, explica que embora parte desse público esteja sendo assistida através do teleatendimento, nem todos têm acesso e dispositivos que permitam o contato virtual. Neste sentido, a iniciativa de entregar cartas aos idosos surgiu para resgatar uma forma de comunicação anterior à era digital. “Palavras podem estreitar vínculos, trazer à tona memórias, afetos, pertencimento e amenizar a saudade em um momento no qual o contato físico é limitado”, comenta. Com o projeto, a equipe do Centro do Idoso busca também estimular a população em geral a escrever cartas para familiares dessa faixa etária.