Foto: Dado Ruvic/Reuters/Reprodução Agência Brasil

A Anvisa concedeu, na terça-feira (23/2), o registro da vacina Pfizer-BioNTech contra a Covid-19. O pedido de registro da Comirnaty foi enviado à agência em 6 de fevereiro, ou seja, todo o processo para aprovação foi concluído em 17 dias.  Com a aprovação, o imunizante junta-se à vacina de Oxford, produzida pela parceria AstraZeneca-Fiocruz, e à CoronaVac, do Instituto Butantan com a chinesa Sinovac, ambas aprovadas para uso emergencial em 17 de janeiro.

Compra direta de vacinas no RS

Em sessão plenária extraordinária virtual, na terça-feira, os deputados estaduais aprovaram por unanimidade o Projeto de Lei (PL) 11, que autoriza remanejamentos no Orçamento de 2021 para a possibilidade de compra de vacinas contra a Covid-19. Encaminhada pelo Poder Executivo no início do mês, a proposta foi aprovada por 53 votos a favor e nenhum contrário. “Temos expectativa de que em março o Ministério da Saúde faça ampliação do envio de doses, mas ainda é pouco. Precisamos de mais velocidade, pois o cenário é muito crítico aqui no RS. Por isso, eu agradeço aos nossos deputados estaduais, que aprovaram o projeto que nos permite alterar o orçamento e fazer o remanejamento de recursos no volume que for necessário e suficiente para que façamos a aquisição direta das vacinas aqui no Estado”, afirmou o governador Eduardo leite.

*Informações da Anvisa e Governo do Estado.