O dia de Nossa Senhora dos Anjos é registrado como feriado no calendário oficial de Gravataí, em virtude de ela ser a padroeira do município. Assim tem sido desde 1990, quando o então prefeito José Mota, através da Lei nº 510, determinou sua efetivação. Sob organização da Paróquia Nossa Senhora dos Anjos, cuja igreja matriz situa-se no centro da cidade, a comunidade acompanha os rituais religiosos e sociais.

Amanhã (02/8), às 10h, será celebrada uma missa solene por Dom Jaime. Às 19h30, o ato litúrgico fica por conta do padre Douglas Andrade. No domingo, a programação continua com uma missa festiva e coroação da santa, às 9h30min. E, ao meio-dia, a festa se encerra com o tradicional almoço no salão paroquial.

Respeitando a data, setores administrativos não atenderão na Prefeitura. Todavia, o município manterá em atividade os setores que prestam serviços considerados essenciais como a Central de Ambulâncias, a emergência do Hospital Dom João Becker, Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e Serviço de Urgência e Emergência (SUE) 24 Horas. Nesse dia, entretanto, não haverá expediente externo na Farmácia Municipal, que volta a abrir normalmente na segunda-feira (05/8). O mesmo acontecerá com as unidades e centros especializados.

Outros serviços

A Guarda Municipal poderá ser acionada pelo telefone 153. A Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMMA) segue mantendo seu plantão 24 horas, atendendo a denúncias de crimes ambientais. A mesma sistemática de rotina será cumprida pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSU). As equipes de fiscalização de trânsito atuarão no município de forma habitual. O atendimento da Secretaria Municipal da Família, Cidadania e Assistência Social (SMFCAS) manterá a rotina no albergue municipal e nas casas lares. A Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop) atenderá em sistema de plantão pelo celular (51) 9214-0142.

A padroeira

Nossa Senhora dos Anjos é patrona da Ordem dos Franciscanos. No interior da basílica dedicada a ela está a capela de Porciúncula, local onde São Francisco de Assis faleceu. 

Não se sabe ao certo a origem da capela, mas conta-se que foi construída por um grupo de peregrinos que voltava da Terra Santa e que nela era venerado uma relíquia atribuída ao túmulo de Nossa Senhora.  Ao reunirem-se os fiéis para lá rezar, era possível ouvir o coro dos anjos e, a partir disso, se originou a denominação Nossa Senhora dos Anjos, dando nome à basílica local anos mais tarde

A data de 02 de agosto foi determinada por ter sido o dia em que São Francisco ali recebeu a indulgência do Dia do Perdão, sendo celebrado pela igreja católica por decreto do Papa Pio XII.

Fonte: www.espacomaria.com.br e www.gravatai.rs.gov.br

Créditos destaque: Secom – Gravataí