Um acidente com um ônibus da empresa Unesul, na ERS-030, entre Gravataí e Glorinha, na tarde desta terça-feira (06/01), causou pelo menos seis mortes e deixou dezenas de passageiros feridos. O veículo tombou em uma curva, nas proximidades do quilômetro 22, altura da parada 117. Seis passageiros foram encaminhados em estado grave ao Hospital Dom João Becker. Quatro mulheres e um homem morreram no local do acidente, e a sexta vítima não resistiu aos ferimentos e morreu quando recebia atendimento no hospital de Gravataí. Conforme informações repassadas por socorristas que estiveram no local, pelo menos quatro pessoas sofreram amputações de partes de pernas e braços. Uma paciente está em estado grave no Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre, um bebê e um adolescente se encontram em estado grave no HPS, também na capital, e um homem está internado em estado grave no Hospital de Pronto Socorro de Canoas.

Cerca de 20 ambulâncias foram deslocadas para local tão logo a gravidade do acidente chegou ao conhecimento das autoridades de trânsito. Segundo um médico que trabalhou no resgate das vítimas, a grande maioria dos passageiros estava sem o cinto de segurança. O ônibus – novo, fabricado em 2013 e com cinto de segurança em todos os assentos – foi retirado da rodovia no final da tarde, após os peritos realizarem o levantamento técnico no local do acidente. O tacógrafo foi retirado do ônibus, pelos peritos, para verificação da velocidade, e os corpos das vítimas foram levados para o Departamento Médico Legal (DML), em Porto Alegre. Segundo alguns passageiros disseram às autoridades, o coletivo estava em velocidade elevada para aquele trecho da estrada, que tem várias curvas, algumas delas bem acentuadas. Passageiros que não se feriram também informaram que o ônibus estava lotado, mas com todos os passageiros sentados no momento do acidente.

O motorista do ônibus não se feriu e prestou depoimento na delegacia de Polícia de Gravataí. Ele disse que perdeu o controle do veículo e que estava a 60 quilômetros por hora quando saiu da estrada em razão, possivelmente, de um problema na suspensão. A Polícia realizou teste de bafômetro no motorista e o resultado foi negativo. Segundo um passageiro, a cobradora do coletivo teria dito que o motorista era novo na empresa. Com habilitação desde 1997, ele está há um mês como funcionário da Unesul. O ônibus saiu da rodoviária de Porto Alegre, com destino a Tramandaí, onde deveria chegar às 15h30min, pouco depois do meio-dia, com 27 passageiros. No caminho, embarcaram mais pessoas. Segundo informações da Rodoviária de Porto Alegre, apenas um passageiro, que seguia para Santo Antônio da Patrulha, comprou bilhete com seguro.

Créditos destaque: Éverton R. Silva/Divulgação/Plantão RS