Ao ritmo de 80 milhões de novos habitantes a cada ano (o equivalente à população da Alemanha), o contador que mede o número de moradores da Terra atingiu a marca histórica de 7 bilhões, às 4h21min10seg (horário oficial de Brasília) desta segunda-feira (31/10), segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

Somente na China, o país mais populoso, vivem mais de 1,3 bilhão. Diferentemente do que ocorreu em marcas anteriores (nos 5 e nos 6 bilhões) e do que estava previsto (foi citada uma criança indiana como símbolo), nenhum bebê deve ser escolhido pela ONU para representar a data. Alguns países, porém, podem eleger seus próprios bebês-símbolo.

Para registrar o momento, a ONU, em parceria com o grupo Playing For Change, viajou por todo o mundo atrás de músicos de rua. Segundo as Nações Unidas, "a música sempre foi a melhor forma de falar aos corações das pessoas". A canção, intitulada United, "serve de hino para representar uma época tão importante", conforme a descrição. Traz o sentimento de que todos, juntos, podem fazer algo positivo para a raça humana.

A data chama a atenção para as consequências do aumento populacional do planeta e leva a discussões sobre medidas a serem tomadas para frear a escalada nos índices. Enquanto isso, a Terra continua em crescimento acelerado e deve alcançar os 8 bilhões de pessoas em 2025.

Fonte: Zero Hora

Créditos Destaque: AFP