Após pedido do secretário de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano, Luiz Carlos Busato, o governo estadual determinou a retirada da solicitação de reajuste na tarifa dos transportes coletivos metropolitanos e intermunicipais.

Conforme Busato, também podem influenciar na redução do reajuste, a desoneração da folha de pagamento do setor e a isenção de tributos federais para os transporte coletivo. As estimativas são que o percentual possa cair, cerca de 5,88%, ou seja, metade do índice proposto pela Associação dos Transportes Intermunicipais Metropolitanos de Passageiros (ATM). No último ano, o reajuste chegou a 6,28%. Novos estudos sobre a tarifa poderão ser apresentados nesta semana.

 

Fonte: Zero Hora

Créditos destaque: Reprodução/PolentaNews.blogspot