O Rio Grande do Sul ainda engatinha no mutirão nacional contra a impunidade criado para desengavetar e tentar esclarecer homicídios e tentativas de assassinatos ocorridos até 2007.

O estado ocupa a 20ª colocação no ranking com 562 inquéritos remetidos à Justiça, equivalentes a 10,7% do total de casos.

A lista, chamada de “inqueritômetro”, faz parte da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), ação criada em fevereiro de 2010 em uma parceria do Ministério da Justiça com os conselhos nacionais de Justiça (CNJ) e do Ministério Público (CNMP), visando a elucidar crimes contra a vida registrados há mais de cinco anos.

Além de destravar inquéritos, a Enasp busca dar agilidade ao andamento dos casos na Justiça, com julgamentos ou arquivamentos.

Ao completar um ano de trabalho, o grupo vai fechar 2011 com 243 casos investigados, 60% deles relacionados às tentativas de homicídios. De cada 10 inquéritos, em média, em apenas um foi possível apontar o suspeito.

Fonte: Zero Hora

Créditos Destaque: grandesmensagens.com.br