ARTIGOS

Saúde

Fazer exercícios físicos é investir em qualidade de vida
Se você almeja mais qualidade de vida não deve abrir mão de fazer atividades físicas. É o que destacam tanto profissionais atuantes na área da Saúde como em Educação Física. “A prática de exercício regular é garantia de inúmeros benefícios já comprovados. Dentre estes, o aumento da autoestima, uma melhor condição musculoesquelética e de condicionamento físico”, ressalta a responsável técnica pela Athos Treinamento Integrado, Aldrey T. de Freitas Mateus (29). A educadora física aponta que manter um estilo de vida saudável, com alimentação balanceada e exercícios não é uma tarefa simples e fácil para muitas pessoas, porém recomenda-se evitar o sedentarismo. “Hábitos são adquiridos ao longo da vida, alguns bons outros nem tanto. A ideia é não traçar metas que requerem um longo prazo para atingir os objetivos, mas, sim, buscar a cada dia alcançar e melhorar os resultados de forma que atingir aquilo que se espera não se torne monótono e cansativo.”
 
Segundo Aldrey, o indivíduo que optar por hábitos mais saudáveis no dia a dia e quiser fazer dos exercícios aliados do bem-estar, precisa procurar uma atividade que se ajuste ao seu perfil. Ela frisa que o papel dos profissionais da área é imprescindível para obtenção de resultados gradativos e contínuos. “A vida contemporânea é acelerada. Normalmente, com os afazeres do cotidiano, acabamos perdendo um tempo precioso que deveríamos dedicar a nós mesmos. Devemos buscar uma atividade regular e orientada que nos proporcione bem-estar e gere interesse por outras modalidades que exercitam o corpo e melhoram a saúde física e psicológica. Afinal, uma mente saudável é fruto de um corpo em movimento.” Além disso, a professora da Athos indica que o fato de evoluir diariamente nos treinos deve servir como uma fonte de motivação. A responsável técnica pelo espaço de treinamento integrado explica que é essencial iniciar as atividades a partir de uma avaliação física embasada e estruturada. O objetivo é que o treino personalizado atenda aos interesses de cada aluno, fazendo com que, dessa maneira, a prática de exercícios seja desafiadora e prazerosa. 
 
De acordo com a instrutora, grande parte das pessoas que decide participar do treinamento integrado visa a melhor qualidade de vida e manutenção da saúde. “Diminuir o percentual de gordura e emagrecimento são desejos frequentes em nossa sala de avaliação física, todavia, não se sobrepõem a busca por saúde e bem-estar”, comenta. Com esses propósitos, a família de Muriel Cunha (27) começou a treinar na Athos. “E estamos muito satisfeitos”, garante, referindo-se a orientação que recebem para a realização dos exercícios.
 
Nada de excesso!
Aldrey salienta que treinos personalizados trazem mais segurança aos alunos, bem como os estimulam a se comprometer com as atividades, o que gera bons resultados. No entanto, as pessoas devem ficar atentas para não cometer exageros. “Os excessos nos treinamentos são padrões que surgem de uma sociedade que sempre busca tudo novo, perde o interesse rapidamente e quer o prazo mais curto possível. Isso causa, muitas vezes, comprometimentos funcionais e até mesmo lesões. Respeitar o corpo e suas limitações são os principais pontos para um treinamento eficaz, assim como treinar com um profissional qualificado para tais procedimentos.”
 
Crossfit
Uma tendência nas academias, o crossfit é uma modalidade de treinamento que trabalha força e condicionamento físico geral a partir de movimentos livres e exercícios olímpicos. Conforme a professora da Athos, este programa de exercícios tem como padrão marcar resultados, pontuar tempos de execução e estimular padrões mais competitivos. “Assim como qualquer outra modalidade de treinamento, quando realizado com boa técnica e acompanhamento profissional, trará bons resultados.”
 
O bem-estar proporcionado pelo Pilates
A educadora física Cássia Ramos (40), proprietária da Kínisi, destaca que o Pilates é uma ótima opção para quem busca atividades diferenciadas na rotina de cuidados com a saúde. O método, que teve origem a partir da vivência do alemão Joseph Pilates, foi aprimorado nos últimos anos e hoje é popular em todo o mundo. Joseph foi uma criança doente, porém seus pais, que eram atletas, estimulavam a prática de atividades físicas. Isso transformou a vida dele, que começou a aplicar exercícios em um campo de concentração, em 1914, auxiliando na reabilitação dos feridos. As técnicas utilizadas na época foram aperfeiçoadas e fazem da metodologia uma alternativa para trabalhar o corpo de forma global. 
 
Segundo a instrutora, o Pilates apresenta vários benefícios. Cita entre os principais a redução de dores, o alinhamento, modelagem e a consciência corporal, bem como a contribuição para recuperação de lesões e ganho de força muscular. “Não tem contraindicações, qualquer pessoa pode fazer. Ele traz um grande bem-estar. A pessoa sai da aula mais leve e relaxada.” Tanto o público infantil como adultos e idosos podem se beneficiar dos exercícios, que são adaptados conforme as limitações de cada um. “Com a criança começamos com movimentos lúdicos. Dependendo do nível de concentração, prepara-se para que ela possa, mais tarde, iniciar o Pilates tradicional.”
 
Cássia explica que a modalidade, como exige concentração, também possibilita que o indivíduo esqueça naquele momento causadores de estresse. “Quem faz os exercícios pelo menos uma vez por semana, já sente a diferença”, comenta. Nas aulas que realiza, a professora auxilia os clientes durante 50 minutos, sendo que o movimento em cada aparelho é repetido dez vezes. Ela aponta que o atendimento, preferencialmente, deve ser personalizado para que os resultados sejam eficazes. “Isso é importante porque se o método for aplicado de forma errada pode prejudicar uma lesão.” Outro aspecto relevante é que não planeja-se as aulas, elas são desenvolvidas de acordo com a evolução. Na opinião da professora, o Pilates aliado às caminhadas pode trazer excelentes resultados para quem deseja abandonar o sedentarismo e levar uma vida mais saudável. 
 
Método auxilia no adeus às dores
As dores que tanto atrapalhavam a rotina da assistente financeira Cristiane Amaral (35) ficaram no passado desde que ela começou a fazer Pilates com o auxílio da Kínisi, em agosto do ano passado. Ela havia frequentado outro estúdio, porém estava desmotivada em virtude de problemas de saúde. “Quando cheguei, tinha um quadro de degeneração na bacia, aparentemente estável, mas com dores. Na época também sentia dores no pé direito devido à uma artrite reumatóide desenvolvida durante corridas. Contudo o que mais me preocupava era o cisto no cérebro que eu tenho. Me sentia frustrada por não poder executar alguns exercícios de Pilates”, recorda. “Desde que iniciei as aulas com a Cássia minha vida tem sido só alegria”, frisa, acrescentando que as dores passaram e consegue fazer os exercícios sem limitações. “Meu pé direito está tão bom que voltei a correr.”
 
Ganho em qualidade de vida também teve a professora de Educação Física - atualmente leciona para as séries iniciais - Luciane Marques (40), que há um ano e meio faz Pilates. Ela conta que sentia a necessidade de praticar exercícios, porém não queria optar pela musculação. Resolveu conhecer o método e adorou. Hoje concilia as aulas com o treinamento funcional. “A prática de exercícios físicos é sempre importante. O Pilates melhorou a minha postura corporal, autoestima, flexibilidade, força e o meu humor também. Os exercícios me ajudaram a perder peso e aumentar a resistência”, salienta. 
 
Benefícios das atividades físicas
Conforme o Ministério da Saúde, a prática de atividades físicas traz vários benefícios. Entre eles:
- Fortalecimento dos ossos e músculos;
- Melhora do condicionamento muscular e cardiorrespiratório;
- Redução do risco de doenças cardiovasculares, diabetes, osteoporose, fibromialgia, alguns cânceres, entre outras doenças;
- Melhora da saúde mental e do humor;
- Redução do estresse;
- Controle da pressão arterial e níveis de açúcar no sangue;
- Melhora em quadros de depressão;
- Aumento da autoestima e da sensação de bem-estar;
- Aumento da expectativa de vida;
- Melhora da qualidade do sono;
- Controle de peso;
- Manutenção da autonomia nas atividades diárias e prevenção do risco de quedas para pessoas de terceira idade.
 
Dúvidas frequentes
Algumas pessoas têm dúvidas quanto a realização de exercícios. O Ministério da Saúde esclarece alguns questionamentos:
 
A prática de exercícios físicos faz bem a quem está com depressão?
Sim. Exercícios físicos regulares são recomendados para pessoas com depressão leve ou moderada porque aumentam os níveis de serotonina produzida no corpo. Esta é uma substância capaz de provocar sensação de prazer e bom humor. 
 
A musculação faz perder peso?
Depende. A musculação auxilia no aumento da massa muscular (massa magra), contribui para acelerar o metabolismo e diminuir o percentual de gordura no organismo. No entanto, como os músculos são mais pesados que a gordura, é comum a balança apontar um peso maior mesmo que a pessoa tenha a nítida sensação de que emagreceu. Isso não é problema, pois a substituição da gordura por massa magra é benéfica para a saúde.
 
Fazer exercícios em jejum resulta em melhores resultados?
Não. Treinar em jejum não ajuda a emagrecer, nem traz benefícios. Ficar muito tempo sem comer diminui a energia do corpo, provoca fraqueza e ainda aumenta a perda de massa muscular. Antes da prática de atividades físicas, o ideal é uma alimentação saudável e leve.
 
É preciso suar para emagrecer?
Não. Suar não queima calorias, somente aumenta a perda de água e sais minerais do corpo. Ao eliminar a água do corpo, é possível sentir uma sensação de leveza, afinal os líquidos corporais também compõem o nosso peso total, pois fazem parte da nossa massa magra. No entanto, ao beber água e repor a hidratação, o peso corporal continuará o mesmo.
 
As grávidas podem praticar atividades físicas?
Sim. As mulheres podem praticar atividades físicas durante a gestação. Exercícios podem trazer benefícios para a gravidez, como o melhor preparo cardiopulmonar, por exemplo. É importante consultar um médico antes de realizar atividades mais intensas.
 
Dicas para se tornar mais ativo 
Algumas medidas no cotidiano podem colaborar para que você se sinta mais ativo:
 
- Use bicicleta como meio de transporte, faça pequenos percursos a pé e prefira escadas ao elevador;
 
- Práticas corporais, como danças, lutas e jogos são boas alternativas para aliviar o estresse;
 
- Esportes populares também são boas atividades;
 
- Faça atividades em grupos. Isso ajuda a manter a frequência no treinamento;
 
- Se tiver algum problema de saúde, como hipertensão ou outra doença cardiovascular, realize uma avaliação médica antes de iniciar atividades físicas.
 
Prepare-se para os exercícios
Antes da realização de atividades físicas, você precisa ter alguns cuidados:
 
- Estar bem alimentado e hidratado é requisito básico para fazer exercícios. A alimentação saudável é essencial para ter energia durante a atividade. 
 
- Recomenda-se o uso de roupas leves e confortáveis;
 
- Alongar-se antes dos treinos é importante para evitar problemas musculares e nas articulações;
 
- Para a prática de atividades físicas moderadas ou intensas é recomendado buscar orientação profissional, além da avaliação médica.
 
Fontes: Athos Treinamento Integrado, Kínisi Pilates e Bem-Estar e Ministério da Saúde
 

comentários (0) faça seu comentário

- nenhum comentário foi encontrado para esta notícia.